Saiba como fazer uma análise de crédito para pessoas físicas

A inadimplência representa um grande perigo para as microempresas brasileiras, pois impacta diretamente em sua saúde financeira. Além disso, gera problemas com seu capital de giro e também com seu fluxo de caixa. Por isso, realizar uma análise de crédito eficiente é fundamental para garantir que suas portas permaneçam abertas.

Neste blog post, vamos mostrar quais são os procedimentos mais adequados para realizar a análise de crédito para pessoas físicas. Confira!

O que é análise de crédito e qual a sua importância?

Chama-se análise de crédito o procedimento de verificação do nível de capacidade de pagamento da pessoa física ou jurídica que realiza a solicitação de um empréstimo. Essa análise é feita por meio de uma avaliação cautelosa e detalhada, para que seja definido qual o risco que envolve a concessão da linha de crédito.

O risco da operação é a probabilidade que o banco ou instituição financeira que está emprestando o dinheiro possui de não receber de volta os recursos concedidos por parte do tomador. Esse risco é calculado de acordo com determinados critérios e com a utilização de uma tabela de pontuação. Os fatores analisados variam entre instituições financeiras distintas.

Independentemente do tipo de metodologia e dos parâmetros que envolvem a análise do risco da operação, esse estudo é a base para que o credor decida pela aprovação ou negação do pedido de empréstimo, definindo qual será a taxa de juros, o prazo de pagamento e demais condições específicas da transação financeira.

Portanto, a análise de crédito é um processo muito importante para quem vai conceder um empréstimo, pois ela é a principal ferramenta utilizada para prever uma provável inadimplência.

Para que a empresa que empresta o dinheiro não tenha que arcar com esse prejuízo de não receber de volta os recursos que disponibilizou por meio de uma linha de crédito para a pessoa física, os tomadores de decisões devem ter esse tipo de informação em mãos para que possam definir suas estratégias.

O que levar em consideração ao fazer uma análise de crédito?

Não é segredo para ninguém que a economia brasileira tem enfrentado momentos difíceis nos últimos anos. A alta taxa de desemprego tem um efeito extremamente negativo no cenário econômico, impactando, especialmente, o mercado de concessão de crédito.

Por isso, é importante que as empresas que atuam nesse setor tenham estratégias e processos eficientes para se protegerem da inadimplência. Caso contrário, os resultados provenientes das vendas podem prejudicar a saúde financeira da organização.

Sendo assim, a palavra de ordem é cautela. Afinal, manter as finanças devidamente organizadas e saudáveis é a prioridade de qualquer empresa, não importa se de micro, pequeno, médio ou grande porte.

E para que o sinal vermelho do caixa não fique aceso, é preciso ter o controle das taxas de inadimplência como tarefa prioritária.

Pensando nisso, separamos, abaixo, algumas dicas importantes para que você possa analisar corretamente o crédito de pessoas físicas no seu negócio, de modo a reduzir o volume de clientes inadimplentes, cortando riscos para as finanças da empresa:

  • Dados cadastrais: solicitar RG, CPF, comprovante de renda e de endereço;
  • Restrições cadastrais: consulte órgãos como Serasa e SPC para saber se há ou já houve alguma restrição no nome da pessoa física;
  • Comprometimento da renda: analise a capacidade de pagamento por meio do comprovante de renda solicitado, sendo que o indicado é que o valor concedido não ultrapasse 30% desses rendimentos;

Quais são as diferenças entre crédito e financiamento?

Crédito é uma transação financeira onde o credor disponibiliza determinada quantia em dinheiro ao solicitante. Em contrapartida, ele receberá esse valor emprestado com o acréscimo de juros.

Financiamento também é uma forma de concessão de crédito, porém para um objetivo específico, como a compra de um imóvel ou de um carro. Ao saber a finalidade do empréstimo, o credor pode realizar uma análise mais específica da taxa de risco da operação.

Agora que você já entendeu como funciona uma análise de crédito para pessoas físicas, leia este post: Você sabe como fazer cobrança? Entenda as melhores práticas e controle a inadimplência!


Deixe uma resposta